Medalhas Militares

Neste grupo iremos incluir todas aquelas medalhas criadas com o Regulamento da Medalha Militar de 1863, assim como todas as suas sucessoras (incluindo na República), não só nas suas iniciais 3 classes: Valor Militar, Bons Serviços e Comportamento Exemplar, como todas as outras medalhas que foram sendo criadas, e que não são claramente, medalhas comemorativas, já que incluímos essas num grupo à parte.
Assim, além destas citadas 3 classes: Valor Militar, Bons Serviços (mais tarde denominada Serviços Distintos) e Comportamento Exemplar, foram sendo criadas outras para colmatar algumas “falhas” na justiça de premiar os militares que denotem determinados dotes de carácter, como a bravura, ou que tenham mostrado especiais méritos em determinadas acções, ou ainda, que tenham mostrado constância, ao longo de anos, com o seu correcto e disciplinar comportamento.

Um caso exemplar de uma destas medalhas de bravura criadas para preencher uma lacuna legislativa, é o caso da Medalha da Cruz de Guerra, criada em 1916, em plena Grande Guerra, pelo novo Regime Republicano.

Também a chamada Medalha de Serviços no Ultramar, criada em 1893 e que após 1916, passa a chamar-se Medalha de Bons serviços no Ultramar, e que na verdade é um nome genérico dado a várias condecorações é inserida neste grupo.

Com o Regulamento de 1946, passou a dita Medalha Militar a contar com uma nova condecoração denominada Medalha de Mérito Militar, que na verdade é quase uma Ordem honorífica, tendo o mesmo número de classes, o mesmo tipo de insígnias, sendo que o grau Grã-Cruz é concedido pelo próprio Presidente da República, pelo que, internacionalmente, embora de uma forma errada, é conhecida por Ordem do Mérito Militar.

Em 1969, a Marinha de Guerra portuguesa é autorizada a conceder uma nova medalha que premeia determinadas qualidades pessoais traduzidas em acções ligadas à vida marítima: a Medalha Naval de Vasco da Gama, que ainda hoje é concedida.

Mais tarde, os Estados-Maiores dos 3 Ramos das Forças Armadas vão sentir necessidade de criar algumas condecorações próprias (com quatro graus) e são, então criadas as medalhas privativas: Medalha D. Afonso HenriquesPatrono do Exército; a Cruz Naval e a Medalha de Mérito Aeronáutico.

Na mesma linha foram ainda criadas: a Cruz de S. Jorge (a nível do Estado-Maior-General das Forças Armadas) e a Medalha da Defesa Nacional (concedida pelo próprio Ministério).

Cruz de Guerra

3ª classe, 1917 Reverso